MATEMÁGICAS

MATEMÁGICAS
Como se tornar um matemágico de sucesso.

NÚMEROS

NÚMEROS
Conheça o maravilhoso universo dos números

DESAFIOS

DESAFIOS
Encontre e descubra aqui o seu nível de desafio

RECREIO

RECREIO
Matemática no recreio tem tudo a ver. Divirta-se!

Seguidores

sábado, 11 de junho de 2016

O TEO. DE SE.BÁ => OS TERNOS PITAGÓRICOS => AS ABELHAS E... PRISMAS... HEXAGONAIS!!!!!


Olá, pessoal amigo e leitores do meu blog o Matemágicas e Números!!!! 
Por causa de quebra no meu equipamento eu estava em dívida com o meu amigo e parceiro,
 o professor Sebastião Vieira do Nascimento, o Se.bá, que tem contribuído bastante com os
 seus interessantes trabalhos os quais, com a sua autorização, faço as suas publicações aqui e,
via de regra, isso tem me dado retorno positivo no número de visitas e de visualizações de
páginas no meu blog, dado ao valor da importância dos conteúdos dos artigos escritos
pelo amigo Se.bá!!!! Desta vez, ele está de volta e me autorizando publicar mais um
dos seus utilíssimos trabalhos, onde o foco, é o emprego do cálculo aplicado do que se aprende
 ao se estudar o assunto: TERNOS PITAGÓRICOS. Imagine que você queira construir uma
 caixa de base hexagonal, pois, já é sabido que caixas prismáticas com esse tipo de polígono na
 base ( hexágono ), além de serem mais resistentes aos

                Créditos da imagem: www.pinterest.com


esforços estruturais, também fazem economia de material na construção e se comparadas com
caixas de base triangulares ou quadradas de mesmo perímetro e de mesma altura, é essa caixa
de base hexagonal que terá maior volume das três, coisa, que as abelhas instintivamente já
adotam na construção de seus alvéolos de cera nas colmeias. Curioso, não???? Bem, abelhas
a parte, o Se.bá, fazendo uso de seu “Teorema de Se.bá” mostra nesse seu artigo, o “porquê”
 dos triângulos isósceles que se formam em cada um dos lados de um hexágono
(ponto central do hexágono na base da caixa e dois pontos adjacentes nela),
ficam bastante interessantes quando os segmentos formados com: a altura sendo o cateto maior
(formado pelo segmento compreendido entre o ponto central do hexágono e o ponto médio 
de um dos lados deste), cateto menor (metade de lado um dos lados do hexágono da base da
 caixa) e, o lado maior do triângulo, a  hipotenusa (segmento formado pelo ponto central da base 
hexagonal e um dos vértices desta) e de sorte que, de fato, formem um triângulo retângulo
(estudado primeiramente por Pitágoras) onde a² = b² + c² e que essas medidas... a, b e sejam
ternos pitagóricos que estejam de acordo com os critérios e as regras ditadas pelo
Teorema de Se.bá”. 
Muito bem, deixando de “conversa mole” e pedindo desculpas, pela demora dessa publicação,
para o meu criativo amigo professor Se.bá, espero que ele goste do post e, possa finalmente,
fazer chegar aos inúmeros outros leitores, os seus ensinamentos na demonstração desse seu
novo trabalho, muito útil e interessante.

































































































































































































































































































Mais uma vez, muito obrigado ao Se.bá, pela gentileza em contribuir com o acervo de trabalhos
nesse meu projeto, também obrigado para todos vocês meus amigos leitores, pelo interesse em
vir aqui no Matemágicas e Números em busca de ensinamentos matemáticos de modo divertido
e de desafios que parecem impossíveis de serem resolvidos. Brevemente estarei postando
mais artigos!!!!
Um abraço!!!!!     

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário