MATEMÁGICAS

MATEMÁGICAS
Como se tornar um matemágico de sucesso.

NÚMEROS

NÚMEROS
Conheça o maravilhoso universo dos números

DESAFIOS

DESAFIOS
Encontre e descubra aqui o seu nível de desafio

RECREIO

RECREIO
Matemática no recreio tem tudo a ver. Divirta-se!

Seguidores

sábado, 18 de agosto de 2012

O NÚMERO DA BESTA!!!!!

     No vasto universo dos números, há alguns deles que nós, os humanos, atribuímos aos mesmos, poderes positivos ou negativos, de sorte que, segundo certas pessoas, quem estiver encerrado em seus campos de influência, terá os seus destinos afetados por tais poderes, por exemplo, o número 13 dará uma maré de azar (mas, para Zagalo, o ex técnico da seleção brasileira de futebol, o número 13... é benéfico) para os seus usuários e o mais temido dos números... o 666, o número da besta, fará o seu portador um servo do maléfico, o Satanás, o anjo rebelde e chefe do inferno e que, no final dos tempos, marcará com um ferro em brasa, na testas dos seus servos, aquela numeração!!!!



     Eu não acredito nesses poderes positivos ou negativos para os números e aconselho que você... não seja “besta” em acreditar em tais “besteiras” inventadas por pessoas astuciosas que já se foram e que agora, isso tudo, essa crença, é “alimentada” por outras pessoas do nosso tempo e que se acham “superespertas” ( e bota esperteza nisso) para depenarem os otários!!!! E para ajudá-lo em se livrar dessa... “besteira” para pessoas “inocentes mas, crentes”nesta e em outras coisas inventadas, como os horóscopos, elementais, bruxarias, pedra filosofal, vampiros, sereias e etc!!!! 
     Vou utilizar esse número... 666, o “número da besta”, para algo mais útil para nós!!!! Vou explicar o que é... sistema de base de contagem, ou seja: a ação de contar se faz através da escolha de um certo conjunto (medida) de elementos, por exemplo, a nossa base de contagem é a BASE DEZ (base decimal), pois, contamos de dez em dez unidades para formarmos uma unidade 10 vezes maior do que a anterior!!!! A contagem usa regras e/ou normas para que combinemos os algarismos, de sorte que o posicionamento dos dígitos expressem um número, compostos em classes ( três em três algarismos da direita para a esquerda) e de ordens (cada um dígito que forma o número) numeradas a partir da direita (1ª ordem... a unidade, 2ª ordem... a dezena, 3ª ordem... a centena, 4ª ordem... a unidade de milhar, 5ª ordem... a dezena de milhar, 6ª ordem... a centena de milhar, 7ª ordem... a unidade de milhão e assim em diante) para a esquerda e de tal modo que dentro de cada uma das classes, temos da direita para a esquerda, três ordens que são... UNIDADES, DEZENAS e CENTENAS relativas a qualquer uma classe vizada.

                   Figura 01

Em qualquer base numérica que utilizemos para fazermos uma contagem de elementos, uma dezena terá uma quantidade de elementos... igual ao númro da base usada, ou seja: 
BASE 10 ==> 1 dezena ==> 10 elementos contados.
BASE 09 ==> 1 dezena ==> 09 elementos contados. 
BASE 08 ==> 1 dezena ==> 08 elementos contados. 
BASE 07 ==> 1 dezena ==> 07 elementos contados. 
BASE 06 ==> 1 dezena ==> 06 elementos contados. 
BASE 05 ==> 1 dezena ==> 05 elementos contados. 
BASE 04 ==> 1 dezena ==> 04 elementos contados. 
BASE 03 ==> 1 dezena ==> 03 elementos contados.
BASE 02 ==> 1 dezena ==> 02 elementos contados. 
Utilizamos sempre em qualquer 
BASE DE CONTAGEM, uma quantidade dos algarismos... 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9 igual ao número dela, mas, observando-se o seguinte: 
BASE 10 ==> usamos 10 algarismos ==> 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 e 9. 
BASE 09 ==> usamos 09 algarismos ==> 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 e 8. 
BASE 08 ==> usamos 08 algarismos ==> 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7.
BASE 07 ==> usamos 07 algarismos ==> 0, 1, 2, 3, 4, 5 e 6.
BASE 06 ==> usamos 06 algarismos ==> 0, 1, 2, 3, 4 e 5. 
BASE 05 ==> usamos 05 algarismos ==> 0, 1, 2, 3 e 4. 
BASE 04 ==> usamos 04 algarismos ==> 0, 1, 2 e 3. 
BASE 03 ==> usamos 03 algarismos ==> 0, 1 e 2.
BASE 02 ==> usamos 02 algarismos ==> 0 e 1.

Saiba que... número é uma ideia de quantidade e quando escrevemos o número... 666 estamos representando na base 10 (base decimal) essa ideia quantitativa !!!! Sendo assim, para ele e para um outro número qualquer e também escrito nessa base, só poderá em todas as ordens ( unidades simples, dezenas, centenas, unidades de milhar, dezena de milhar, centena de milhar, unidade de milhão, etc) a colocação de um do dez dos sinais gráficos ou algarismos... 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, e 9, portanto, não deverá ser usado o 10 em nenhuma das suas ordens!!! A contagem aí, se faz de 10 em 10 ou seja: 10 unidades formam uma dezena, 10 dezenas formam centena, 10 centenas forma um a unidade de milhar ou mil, 10 unidades de milhar formam uma dezena de milhar e assim em diante, por isso, ela ser denominada de... base decimal!!!! Veja isso: 
666 = 6 x 10 ^ 2 + 6 x 10 ^1 + 6 x 10 ^ 0 e temos:
6 x 10 ^ 2 = 6 x 100 = 600 (seis centenas ou seiscentos) 
6 x 10 ^ 1 = 6 x 10 = 60 ( seis dezenas ou sescenta) 
6 x 10 ^ 0 = 6 x 1 = 6 (seis unidades simples). Obs.: 10 ^ 0 = 1. E assim fazemos:
     600
       60 
         6 
+
   ___________
     666          total!!!! 

    Agora, vamos representar o 666 em outras bases de contagens e a próxima é a base... 9!!!!! 
A base sendo o 9, então, iremos utilizar somente 9 algarismos, desde o algarismo 0 até 8 e portanto, em qualquer ordem ( unidades simples, dezenas, centenas, unidades de milhar, dezena de milhar, centena de milhar, unidade de milhão, etc) não deverá ter a presença do... 9, pois, a contagem se faz agora de 9 em 9!!!! Para essa representação, precisamos dividir inicialmente o 666 por 9 e obter o resto r da divisão, onde r deverá ser maior ou igual ao zero ou menor ou igual ao oito (0 < = r < = 8) , depois continuamos a dividir os quocientes encontrados, também por 9 para obtensão de um novo resto, até que venhamos a obter um quociente menor que o 9, quando paramos as divisões sucessivas e escreveremos o número 666 representado na base 9!!!! Então, temos:

                   Figura 02


                   Figura 03

                   Figura 04

                   Figura 05

                   Figura 06

     Pronto!!!! Utilizando-se divisões sucessivas do número 666 ( ou outro número inteiro qualquer) pelo número da base de contagem e mesmo fazemos com os quocientes obtidos ( enquanto eles forem maiores que o número da base usada), enfim, efetuamos essas divisões, até obtermos um quociente menor que a base, nesse caso , juntamos a esse valor todos os restos obtidos anteriormente e de forma regressiva, terminando com o último deles (o 1º quociente que foi obtido quando dividimos o número 666), escrevemos o número assim formado, entre parênteses, seguido por um número indicativo da base de contagem!!!!
    Obrigado, meus caros leitores!!!! Desculpem a minha franqueza, mas, o mundo é dos mais "espertos" e na minha opinião, nos tempos modernos não deveria haver mais "lugar"... para essas crendices e que na verdade , são fontes de renda para... "mui amigos" da humanidade!!!!!       

sábado, 4 de agosto de 2012

A VISITA!!!!!

A visita!!!!! 
    Querendo mostrar o meu trabalho sobre os quadrados mágicos de lado ímpar, para as minhas duas professoras chinesas, os adoráveis insetos, a formiga Yang e a abelha Lyng, voltei ao mesmo lugar àquelas região do sul da China!!!! E ali estava, camuflado, em parte devido à topografia do local e também, escondido por entre as árvores da floresta, as ruínas do antigo pagode chinês.


                                créditos: www.nitnet.com.br

Ao chegar mais perto, por um momento, julguei que o local estaria completamente vazio de seres viventes! Será que as minhas amiguinhas guardiãs dos segredos do Templo do Sul, tiveram que ir embora? Por que? Será que... os meus pensamentos, felizmente, foram interompidos por um zumbido cada vez mais crescente em volta de mim! Ah! Era a Lyng, a abelha, que aparecia para me dar as boas vindas! 
    -Olá, meu amigo matemático! Prazer! Oh! Lyang! Gritou ela, venha ver quem chegou para nos visitar!!!! Apareceu, então, a formiga e que bradou: 
      -Seja bem-vindo, oh... honorável aluno dos segredos dos quadrados mágicos!!! É muita honra para nós recebê-lo aqui na nossa humilde morada!!!! 
     -Olá, minhas caras amigas e estimadas professoras! Como estão passando?
     -Vamos, otimamente muito bem! Falou a abelha!!! 
     -É isso mesmo! Aqui é um paraíso para nós! Bradou a formiga, falei, então: 
    -muito me apraz, o bom momento e as boas notícias de vocês!!! Estou aqui visitando-as e... trago-lhes amostras dos meus trabalhos, além de... presentes!!!!


                               créditos: www.dicasdepresentes.com

   -Oba!!! Falaram em coro e ao mesmo ao tempo em grande agitação!!!! 
  -Belezura!!!! Exclamou a formiga!! Mas, primeiro... vamos ver os seus trabalhos, honorável aluno e amigo!!! 
    Então, fiz a apresentação do que apresentei nas postagens sobre os quadrados mágicos de lado ímpar que eu publicara no meu blog em... http://matemagicasenumeros.blogspot.com.br/2012/02/quadrados-magicos-de-lado-impar-parte-i.html em um trabalho composto em cinco partes!!!! Dispararam um montão de elogios, principalmente, com a apesentação do... “Um presente, para A.mar”, um quadrado mágico de lado 39 e que fiz para presentear à minha amiga de Portugal, a Ana Margarida, dona de um belíssimo blog de variedades... que é o Porareselinhas, por ocasião da comemoração dos seus 39 anos de existência!!! Elas amaram o que a A.Mar, minha amiga portuguesa, com certeza, já amara e me agradecera pelo presente matemático! 
    -Veio só para fazer uma visita para nós? Pensáva-mos que quando retornasse, haveria de continuarmos aqueles estudos, ou seja: os quadrados mágicos de lados pares, falou a formiga Lyang! 
   -Pois, é!!!! Não será dessa vez, mas brevemente, aqui voltarei para poder adquirir esse conhecimento!!!! Mas, enquanto isso, trago aqui esses presentes, disse eu, apresetanto algo emvolvido com papel para presentes!!!! Foram logo verificar o que era e deram gritinhos de alegria quando viram um tabuleiro de xadrez com as peças, um livro ensinando as jogadas e um relógio para marcar o andamento das jogadas numa partida. 
     -Que ótimo! Exclamou a Lyang. 
    -Muito legal! Agora podemos brincar de guerra filosófica! Disse a abelha Lyng e... eu surpreso, perguntei:               vocês já conheciam esse jogo???? Como???? A abelha falou: sim! Ele foi criado por nossos antigos amigos humanos, para o lazer e também (a principal finalidade) para servir de disfarce para a real utilização dos "quadrados mágicos"!!!! E dispararam a gargalhar!!!! 
    -Mas, imagino que... agora, ele esteja um pouco diferente do modo de jogar, como era no início, pois houve mudanças nas regras do jogo e na utilização das peças, eu expliquei!!!! 
    -Sabemos disso, oh honorável, sentenciou a formiga Lyang!!!! A Lyng já havia, em suas andanças por aí, presenciado muito a respeito dessas mudanças!!!! 
   -Bem, com esse livro aqui, ainda fica muito melhor compreendido! Emendou a abelha Lyng e... ambas mergulharam de cabeça, na leitura e interpretação do que estava escrito no manual de instruções obre o jogo. Horas depois, eu falei que o xadrez, era um jogo que beneficiava, de certo modo, quem era bastante agressivo e assim... quando se iniciava uma partida, segundo as regras, uma pessoa que saía jogando com as peças de cor branca, já levava uma certa vantagem sobre o seu adversário, pois naturalmente, disparava um ataque contra o seu adversário, o qual jogava com as peças de cor negra e que... teria que saber se defender bem, desse ataque, senão... findaria perdendo a partida. E isso era a única coisa que, na minha opinião, destoava do provável equilibrio de forças entre os oponentes desse jogo!!!! A abelha, disse então! 
    -Realmente, isso existe! Mas, quer aprender como você, jogando com as peças brancas não ficará tão certo desse vasto poder de fogo frente ao seu adversário jogando com as peças negras posicionadas ao 18º lance da partida???? 
     -Tem jogadas assim???? Equilibradoras de forças no xadrez???? É claro, que quero saber disso!!! Por favor, minhas queridas amiguinhas!!!! Bradei.
    -Vamos disputar, então, uma partida, onde, vou jogar com as peças pretas e você, óbvio, irá com as peças brancas, sentenciou a formiga Lyang!!!! Tabuleiro preparado, eu fiz o primeiro lance, o já clássico... 01- P4R e a formiga respondeu com... 02- P4R, também!!!! Depois continuei com outros lances, onde... bem, reportarei aqui os lances que foram feitos pela Lyang, respondendo aos meus movimentos: 04- B4B ==> Cd3B 06- P3d ==> B4B 08- Cr3B 10- Bd3R OU Bd4B ==> P3D 12- CD3Bd ==> B3R 14- D1R OU D2D 16- O-O-O ==> B5D 18-Tr1R ==> O-O-O. Essas setas ==> (como os insetos foram me explicando), dependendo do andamento da partida, são outros lances equivalentes para os que se encontram à esquerda. Ao atingir o 18º lance e que foi realizado pela formiga, eu pude perceber que realmente, a tal badalada vantagem inicial das brancas, fora anulada, pois, as peças pretas estavam posicionadas e desenvolvidas sobre o tabuleiro, de tal maneira, que havia um equilíbrio de forças!!!! Agradeci aos insetos pela dica e perguntei se tinham sido elas que criaram essas jogadas, o que responderam que... não!!!!! Essa criação fora engendrada pelos antigos humanos, justamente para dar uma resposta estratégica equilibrada, nos primeiros lances iniciais de uma partida por parte das peças pretas, frente à vantagem do ataque inicial das peças brancas! 
   -Veja, honorável!!!! O equilíbrio das forças está presente agora, nesse jogo que guarda, de forma disfarçada, os segredos dos saberes matemáticos dos antigos!!!! Você já teve contato com isso, quando estudou conosco, os “quadrados mágicos”, lembra???? Falou a Lyang e eu... 



    -ah... é???? Quer dizer que o tabuleiro de xadrez... seria uma espécie de manual de referência para os “quadrados mágicos” os quais, nós usamos agora como curiosidade matemática e... na realidade seriam eles os responsáveis pelo... “misterioso” poder de cálculo alcançado pelos antigos????
    -Isso mesmo! Você é muito esperto, honorável!!!! É perfeitamente capaz de redescobrir essa técnica de cálculo escondida nos “quadrados mágicos” e os antigos disseram que: “quando os povos do futuro fizessem essa redescoberta, então a humanidade entraria numa nova época de ouro”, falou a abelha Lyng!!!! 
   -Sendo assim, podem deixar comigo, pois, irei estudar com carinho esse... “mistério” e... olhem, eu vou consiguir, hein????
   -Ah! Estamos na torcida e... só não podemos ajudar mais, porque o nosso conhecimento matemático é limitado e não detemos esse saber antigo, disse a formiga Lyang!!!! 
    Falamos mais sobre diversos assunto, jogamos várias partidas de xadrez e antes das despedidas, as minhas amiguinhas me deram o seguinte problema: colocar oito rainhas sobre o tabuleiro e de sorte que nenhuma ataque uma outra, cuja resposta deverei entregar quando retornar ali, para completar o estudo dos “quadrados mágicos” de lado par!!!!! Eu já resolvi, mas, vou deixar também que vocês , meus prezados leitores, tentem e deem a resposta para o exercício através de comentários, Ok???? Muito obrigado, meus amigos e até em breve e com mais novidades!!!!
    Um abraço!!!!!